O sono das plantas

 

O SONO DAS PLANTAS

 

O inverno nem chegou oficialmente, mas o frio já se instalou em várias regiões do país. E, com as baixas temperaturas, as plantas precisam de atenção especial, principalmente as de ambientes externos, que ficam mais expostas às mudanças climáticas, mas também as internas, pois elas sofrem alterações que causam preocupação e questionamentos de como cuidar.

Assim, resolvemos trocar algumas ideias e tentar ajudar vocês.

Começamos com uma curiosidade: é verdade que as plantas dormem no inverno?

Sim, as plantas dormem, não só no inverno, mas principalmente neste período. O que queremos dizer quando falamos de dormir?

Durante o dia, quando as plantas precisam "crescer" para capturar uma boa quantidade de luz solar – essencial para o processo de fotossíntese – as plantas acumulam uma maior quantidade de metabólitos no interior de suas células, alterando o fluxo osmótico e, consequentemente, a quantidade de água no interior de cada uma das células. Com uma maior quantidade de água, as células tornam-se mais inchadas, e este conjunto de células "cheias de água" resulta na elevação das folhas. Com o passar das horas e a diminuição da luz

solar disponível, as plantas alteram novamente o fluxo osmótico, perdendo água do interior das células. As células, agora "murchas", resultam em folhas menos estiradas, ou seja, a planta "relaxa", economizando energia até o retorno da luz solar. Elas dormem.

Há estudos incríveis sobre isso, com plantas pequenas em laboratório e com árvores maiores onde foram usados modernos equipamentos de escaneamento a laser com uso de luz infravermelha para a realização das imagens, possibilitando um distúrbio mínimo no movimento das folhas, uma vez que estas interagem com qualquer luz visível que possa estar sendo emitida no ambiente. Estes estudos mostraram que a noite há um rebaixamento das folhas que atingem seu ponto mais baixo aproximadamente duas horas antes do nascer do sol. Alguns galhos chegam a baixar até 10 centímetros durante a noite, retornando à posição mais alta algumas horas após o nascer do sol. Legal demais! Vocês não acham?

Chama-se “ciclo circadiano das plantas” e foi descrito por Darwin e outros pesquisadores.

Temos de focar no seguinte fato: as plantas precisam realizar a fotossíntese para crescerem, mas o que é a fotossíntese?

Fotossíntese!!!  Adoramos o tema!

A fotossíntese tem uma equação (Equações???: são como poemas!!!!)

6Co2 +6 H20 + luz =C6H12O6 +6O2  que é simples assim:

gás carbônico + água + luz em presença de enzimas e clorofila = glicose + oxigênio.

Esta fórmula resume o seguinte:

Fotossíntese é um processo realizado pelas plantas para produção de seu próprio alimento. De forma simples, podemos entender que a planta retira gás carbônico do ar e energia do sol.

Através deste processo, a planta produz seu próprio alimento constituído essencialmente por glicose. À medida que a planta produz glicose, ela elimina oxigênio.

A glicose é utilizada pela planta na realização de suas funções metabólicas, ou seja, ela é o seu principal combustível, sem ela, seria impossível manter suas funções vitais.

O processo de formação da glicose se dá através de reação química, e esta, somente é possível devido à transformação da energia solar em energia química.

IMPORTANTE DEMAIS!!!!!!!!!

Sem a fotossíntese, não existiria vida em nosso planeta, pois é através dela que se inicia toda a cadeia alimentar. Daí a grande importância das plantas, vegetais verdes e alguns outros organismos. Além disso, à medida que a planta produz glicose ela elimina oxigênio, e sem oxigênio é impossível sobreviver.

Certo. Então, como lidar com as plantas no inverno??

Vamos ser sinceros com vocês: há controvérsias.

A maioria dos biólogos diz que durante o sono ou repouso de inverno, o crescimento, vegetativo estaciona completamente, ou ocorre muito devagar, tornando inútil ou contraproducente qualquer esforço para "puxar pelas plantas" usando adubos ou fórmulas mágicas.

Menos adubo, menos água, menos interferência na terra é a melhor atitude para atravessar esse período de "hibernação”. Ou seja: deixe a planta repousar em paz.

“Aproveite esse estágio de hibernação para preparar o solo para a próxima adubação, que deve ocorrer na primavera. O PH do solo brasileiro é ácido. Devemos neutralizá-lo para que as plantas possam absorver melhor os nutrientes da adubação. Para isso, no final do inverno, é importante aplicar calcário dolomítico”, explica a paisagista Rose Sano. Durante a correção do substrato, revolva a terra para misturar o calcário por igual.

Porém, há dois pontos importantes nos ambientes internos para as plantas. São eles: a ventilação e a iluminação. É imprescindível mantê-las em lugar arejado e com luz do sol, mas longe dos vidros das janelas: Eles esquentam e podem cozinhar a planta. E isso em qualquer estação do ano. Claro que a janela é um ótimo lugar se o sol não incidir diretamente nela e a planta puder aproveitar a luz que há ali.

Há outros que acreditam que temos de dar uma forcinha:

Como no inverno  a incidência da luz do sol é menor, o que pode prejudicar o desenvolvimento da planta, alguns acham que a adubação é um dos itens mais importantes, tanto para as de áreas externas quanto internas. “O adubo vai suprir essa necessidade e ajudar a evitar o aparecimento de fungos”, afirma Muller. O ideal é adubar um ou dois meses antes de o inverno começar, para preparar a planta para a estação, além de repetir o processo a cada três meses. Então está na hora de começar!!!

Quanto a REGA: Continue a regar sua planta observando a terra se está seca ou não, é lorota que no inverno não é necessário molhar.

Mas, se você quer ter vasos floridos ou jardim floridos, o que plantar no inverno?

Para alegrar um ambiente durante os meses frios há uma exceção: as plantas que dispensam o sono. As suculentas, por exemplo, se receberem boa luz e quantidade suficiente de água (sem encharcar o solo) não dão trabalho, multiplicam-se bem partindo de um simples fragmento de folha e apresentam surpreendente vontade de viver.

Enquanto algumas espécies dormem, outras estão em pleno vigor durante a estação. São elas: camélia, amor-perfeito, narciso, glicínia, azaleia e boca-de-leão, que resistem bravamente às baixas temperaturas e colorem os jardins nos meses mais frios do ano.

Isso aí. Sua planta como você possui ciclos mais e menos energéticos, após esse período  no qual ficam em repouso elas irão fazer o seu grande show: a primavera.